MENU
febre

Saiba mais sobre a Febre

publicado por Poupafarma | 24 de maio de 2018

A febre, ou pirexia, não se caracteriza como uma doença, mas sim como um sintoma, pois é um fenômeno de defesa natural do organismo e que combate anomalias. Sua função é melhorar o tempo de resposta das células, eliminando invasores, como vírus e bactérias, e ocorre através do aumento da temperatura do corpo. É muito comum e pode atingir qualquer pessoa, de qualquer faixa etária. Porém o público mais afetado são as crianças, pois como estão em fase de desenvolvimento, praticamente todos os vírus e bactérias são desconhecidos para seu organismo.

febre1

Esse sintoma também estimula a proliferação de linfócitos, aumenta a atividade de macrófagos, reduz o efeito de algumas endotoxinas termosensíveis e reduz a atividade dos patógenos, que crescem melhor em temperaturas ambientes.

A temperatura normal do corpo se mantém entre 36 e 37,3 graus celsius e, quando o corpo está febril, o hipotálamo, área do cérebro que controla a temperatura corporal, eleva a temperatura do corpo acima do normal.

Por ser um mecanismo de defesa natural, nem sempre é preciso tratá-la com medicamentos, pois ela expulsará o corpo estranho e diminuirá gradualmente. Na maioria das vezes, os invasores são eliminados antes mesmo da doença se alastrar.

febre2

É interessante ressaltar que a temperatura do corpo também pode se elevar por outros motivos, como:

  • Na segunda parte do ciclo menstrual da mulher;
  • Durante a prática de atividades físicas;
  • Emoções fortes;
  • Roupas quentes;
  • Efeito colateral de algum medicamento;
  • Temperatura do ambiente elevada;
  • Umidade elevada.

Tipos de febre

A febre é classificada em três níveis de temperaturas diferentes:

  • Febre de baixa intensidade, quando a temperatura está entre 37,4°C e 38°C;
  • Febre de intensidade moderada, quando a temperatura está entre 38°C e 39°C;
  • Febre de alta intensidade, quando a temperatura está acima de 39°C.

Em casos de febre de alta intensidade, com temperaturas acima de 40°C, pode haver danos significativos aos neurônios e causar delírios e convulsões, principalmente em crianças e idosos. Logo elas são perigosas e demandam atendimento médico.

Também existe a apirexia, ou ausência de febre, e a identificação de suas temperaturas são:

  • Temperatura axilar: entre 35,5°C e 36,5°C;
  • Temperatura bucal: entre 36°C e 37,4°C;
  • Temperatura retal: entre 36°C e 37,8°C.

A temperatura retal normalmente está a 0,5°C acima da temperatura axilar, caso esteja 1°C acima pode indicar um processo inflamatório abdominal baixo ou pélvico.

Causas da febre

A febre pode ser originada por diversos fatores, como:

  • Vírus;
  • Insolação;
  • Queimaduras solares;
  • Alguns medicamentos e drogas, como antibiótióticos;
  • Reação adversa a alguma vacina;
  • Desidratação.

febre3

A febre também pode ser causada por doenças, como:

  • Doenças infecciosas como viroses, infecção bacteriana e micose sistêmica;
  • Doenças inflamatórias como artrites, meningitee doenças inflamatórias intestinais;
  • Doenças imunológicas como artrite reumatoide, granulomatose com poliangiite, hepatiteautoimune e lúpus eritematoso;
  • Transtornos de coagulação como trombose;
  • Doenças metabólicas como gota, porfiriae doença de Fabry;
  • Destruição de tecidos como hemólise, esmagamento, infarto e AVC;
  • Tumores malignos como as neoplasias.

Durante um pós-operatório, é comum que a temperatura do corpo se eleve até 37,8°C, porém temperaturas além de 38°C podem refletir algumas doenças, de acordo com o tempo decorrido desde a cirurgia:

  • Até 48 horas após: atelectasia(problemas pulmonares);
  • Terceiro ou quarto dia após: pneumonias;
  • Quinto dia após: acúmulo purulento na área cirúrgica.

Sintomas da febre

A febre pode reagir de formas diferentes em adultos e crianças, já que cada organismo possui um desenvolvimento distinto do outro.

Adultos

Os sintomas mais comuns da febre são:

  • Suor;
  • Tremedeira;
  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares e nas juntas;
  • Desidratação;
  • Fraqueza;
  • Apatia;
  • Irritabilidade;
  • Indisposição;
  • Perda de apetite;
  • Boca seca;
  • Palpitações.

febre4

Crianças e bebês

Em crianças e bebês, a febre se instala a partir de 37,3°C e pode ter alguns sintomas diferentes dos adultos, como:

  • Falta de sono;
  • Falta de interesse em jogos;
  • Letargia;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Dor de ouvido;
  • Tosse;
  • Garganta inflamada.

ATENÇÃO: Quando a temperatura está muito elevada, a criança pode ter alucinações e até convulsionar.

Diagnóstico

Para a confirmação do diagnóstico de febre, deve-se tirar a temperatura do corpo e, para isso, existem diversos tipos de termômetro: o oral, retal, de ouvido e na testa.

O uso mais comum é o do termômetro oral, que também pode ser utilizado nas axilas. Deve-se colocar o termômetro na axila, cruzar os braços sobre o peito e aguardar entre quatro e cinco minutos.

Clique aqui para adquirir o seu termômetro com preço especial.

O uso do termômetro retal é comum em crianças e se utiliza colocando um pouco de vaselina sobre o termômetro e inserindo com cuidado, com a criança deitada em sua barriga, de 1/2 a 1 polegada no reto. Segure a criança por três minutos até que a temperatura seja medida.

Tratamento

Em geral, se a febre não causa desconforto não há necessidade de tratá-la. Por ser um sintoma, o tratamento está diretamente ligado à doença que se manifestou. Nesse caso, o tratamento deve sempre seguir orientações médicas.

Porém, para aliviar os sintomas da febre de forma natural, o paciente pode se manter em repouso, tomar banhos mornos, se manter hidratado e resfriar o ambiente. Caso as formas naturais não se demonstrem eficientes, existem os medicamentos antitérmicos, ou antipiréticos, que podem ser utilizados para diminuir o desconforto da febre.

Clique aqui e veja alguns medicamentos que podem ajudar a aliviar os sintomas da febre. Lembrando que é sempre importante consultar um médico antes.

Fonte: minutosaudavel.com.br

febre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2016 - Blog da Poupafarma - Todos os Direitos reservados.