MENU
Azia Não!

Azia Não!

publicado por Poupafarma | 18 de maio de 2017

A azia ou pirose é uma sensação de queimação no esôfago que se caracteriza por uma dor pouco acima do estômago, na região do peito, atrás do osso esterno. Normalmente os sintomas de queimação pioram quando a pessoa está deitada ou se dobra e são decorrentes da presença do suco gástrico fora do seu local habitual. A sensação de queimação pode subir até a faringe e provocar eructações ácidas e aumento da salivação.

Causas

A azia ocorre quando o suco gástrico ácido, que está no estômago, volta até o esôfago. O esfíncter ao final do esôfago normalmente abre para permitir que o alimento ou líquido chegue até o estômago, fechando logo em seguida. Se esse esfíncter se relaxa ou não se fecha totalmente, o ácido estomacal pode voltar, causando a azia. Por esse motivo, os sintomas pioram quando a pessoa se deita ou se dobra. Nesse caso, a azia ou pirose é decorrente da Doença do Refluxo Gastresofágico. As causas que levam ao relaxamento anormal do esfíncter gastresofágico são muitas: tabagismo, diabetes, asma, obesidade, desordens no tecido conjuntivo como escleroderma, dentre outros.

Fatores que levam à produção excessiva de suco gástrico, como por exemplo, alimentação inadequada, também contribuem para ocasionar azia. Alimentos muito condimentados ou à base de cafeína e também frutas cítricas podem piorar quadro. A azia também pode ser causada por uma bactéria: Helicobacter pylori, que provoca inflamação gástrica.

Sintomas

Os sintomas da azia são basicamente queimação na região peitoral, principalmente após as refeições e durante a noite (ao deitar) e dores esofágicas e peitorais que pioram quando a pessoa está deitada ou se dobra. Por vezes a dor no peito pode ser tão intensa que, em muitos casos, os pacientes a confundem com angina (dor no peito relacionado ao coração).

O suco gástrico pode subir até a garganta e ocasionar um gosto amargo e ácido na boca. Outros sintomas incluem dificuldades em respirar, crises de asma noturna e tosse.

Tratamento

Os tratamentos para a azia se baseiam em reduzir ou controlar a quantidade de ácido produzida pelo estômago. Nesse aspecto, alguns dos medicamentos usados são:

• Antiácidos: ajudam a neutralizar o ácido produzido pelo estômago. Alguns medicamentos antiácidos possuem como base o hidróxido de magnésio e hidróxido de alumínio. Outros medicamentos são: carbonato de cálcio e bicarbonato de sódio. Veja no nosso site algumas opções. Clique aqui.

• Bloqueadores de receptores de histamina H2: são medicamentos que reduzem a produção de ácido gástrico produzido. Incluem: cimetidina, ranitidina, famotidina e nizatidina.

• Inibidores de bomba de prótons: são medicamentos que bloqueiam a produção de ácido gástrico e ajudam a curar o esôfago. São exemplos de medicações: omeprazol, lansoprazol, esomeprazol e rabeprazol. Eles diminuem o nível de ácido produzido mais do que os bloqueadores H2.

Pacientes com doença do refluxo gastresofágico que não respondem bem à terapia medicamentosa podem fazer uma cirurgia. Um procedimento chamado fundoplicatura melhora a efetividade do esfíncter gastroesofágico e evita que o ácido estomacal volte para o esôfago. Consulte um médico para que ele aconselhe a melhor forma de tratar o seu caso.

Fonte: criasaude.com.br

Azia Não!

4 respostas para “Azia Não!”

  1. Adorei o site, meus parabens!

  2. Excelente informações … estarei mais atenta ao habitos … estas dicas são preciosas para nós que sofremos com a azia e queimação. Obrigado por compartilhar!!!

    • Poupafarma disse:

      Que bom que gostou Matilde! É verdade, a azia e queimação incomoda muito! E lembre-se sempre de procurar um médico para que o seu diagnóstico seja preciso. Obrigado por entrar em contato e fique ligada nas outras dicas super legais do nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2016 - Blog da Poupafarma - Todos os Direitos reservados.